Sushi Roots e a insistência em conhecer a casa

Quando tive a idéia de conhecer o Sushi Roots da Barra da Lagoa fiquei em dúvida. Já havia conhecido a filial do Canto dos Araçás e achado um tanto quanto normal. Nem ruim nem extraordinário. Bom. Apenas bom. Mas como lembrei que alguns leitores indicaram a casa e fizeram questão de salientar que se referiam à unidade da Barra resolvi insistir.

sushi-roots-entrada

A primeira visita foi frustrada. O local tem uma pegada bastante intimista, é um restaurante muito aconchegante e pequeno, então você precisa chegar cedo. Ou encarar alguns minutos aguardando vagar uma mesa. Mas insisti na visita, mesmo com sendo este o segundo sinal pra eu desistir da empreitada. A indicação de vocês vale mais do que qualquer imprevisto.

E me surpreendi.

Vista pra Lagoa da Conceição

Vista pra Lagoa da Conceição

Agradeço desde já pelas indicações porque eu me surpreendi positivamente e não falhei em insistir na visita da pequena estrutura anexa à uma marina que dá de frente pra Lagoa da Conceição, com uma vista e um pôr-do-sol de dar inveja a outros grandes da cidade. O lugar é perfeito, insisto em dizer aconchegante e muito bonito. A decoração faz um misto entre o surf e a cultura japonesa, pra nem perder a essência do lugar nem a dos frequentadores.

sushi-roots-comanda

O Sushi Roots oferece tanto o sistema à lá carte quanto o de festival, no estilo all you can eat, onde os sushis, sashimis, temakis, hot rolls e pratos quentes são servidos a vontade.

Sushi e sashimi

Sushi e sashimi

Os trabalhos foram abertos com sushis e sashimis. Peixe branco, salmão, atum e polvo bem frescos e saborosos, bem cortados e servidos na medida me fizeram aprovar o sashimi. Os sushis, além do frescor do peixe, são feitos com arroz na quantidade certa e bem temperado. Cada sushi experimentado, seja um simples filadéldia ou até mesmo um dos especiais da casa, que é o Spice tuna, estava delicioso.

Temaki de salmão e cream cheese

Temaki de salmão e cream cheese

Como já é praxe, também experimentei um temaki. Uma das tendências em sistemas de consumo livres é que o temaki acabe pecando um pouco na qualidade, o que não aconteceu no Roots. Pelo contrário, a alga bem crocante e o recheio bem preparado garantiram a qualidade desta iguaria, digna das melhores temakerias da cidade.

Dyo  e nigiri de camarão

Dyo e nigiri de camarão

Experimentei, ainda, um dos sushis preferidos aqui na cidade: o dyo. Ou joe, como alguns restaurantes chamam. Gostar de salmão e comer um dyo é como um bebedor de uísque pedindo um duplo. Além da fatia de salmão que faz as vezes da alga que reveste o bolinho de arroz, outro tanto do peixe cortado em pedaços bem pequenos e misturado à cebolinha nirá cobrem este quitute de forma mágica. O nigiri de camarão, que você vê na foto, também é altamente recomendado.

Sushi doce

Sushi doce

Fechei a degustação com sushis doces. Pedi um pouquinho de cada para conseguir experimentar todos. Destaque para o sushi doce de banana com leite condensado, frito. É basicamente um sushi de banana empanado e frito com leite condensado por cima. Parece simples, e por isso mesmo recomendo experimentá-lo.

O festival custou cerca de R$50, fechando a conta em pouco mais de R$60 incluindo as bebidas.

O atendimento é rápido e gentil. Durante toda a sua estada no restaurante você vê o movimento da cozinha, uma boa equipe de cozinheiros preparando os seus pedidos, e na linha de frente excelentes profissionais fazem tudo fluir de forma perfeita. Tudo veio conforme solicitado e num tempo bastante rápido, o suficiente (e não mais que isso) pra que fosse bem preparado.

Sem sombra de dúvida entrou pra lista dos preferidos, mesmo sendo necessário insistir pra comer por lá.

Sushi Roots

  • Endereço: Beco dos Coroas, 41. Barra da Lagoa. Florianópolis.
  • Telefone: (48) 3234-0833
  • Horário: diariamente das 19h às 0h.
  • Aceita cartões: sim
  • Estacionamento: sim
Compartilhe no Facebook

Tags: , , , , ,

Autor:Daniel Becher

Catarinense de nascimento, gaúcho de coração. Aprendiz de churrasqueiro e entusiasta das culinárias regionais.

Subscribe

Assine os feeds, receba por e-mail e nos acompanhe no Twitter e Facebook!

4 Responses to “Sushi Roots e a insistência em conhecer a casa”

  1. luiza
    16 de janeiro de 2013 at 9:54 am #

    Que bom q vc gostou, pq eu também gosto muito de lá.

  2. 18 de janeiro de 2013 at 5:13 pm #

    Eu gosto também, mas o problema é a fila-de-sempre, por isso acabo indo no da Lagoa mesmo…

Faça um comentário