Buenos Aires/ Review

Don Ernesto: o clássico de San Telmo

Eu imaginei muitos parágrafos para poder começar esse texto, tamanho a dificuldade em falar de lugares simples e que são carregados de história e representatividade.

O Don Ernesto é um desses restaurantes. Nele, assim como o Bar do Arante de Florianópolis (pausa dramática por lembrar que ainda não temos um review de lá), os clientes podem deixar nas paredes um pouco de suas histórias e lembranças. Por estar situado em San Telmo, um dos bairros mais clássicos e antigos de Buenos Aires, é recorrente as visitas de clientes de diversas partes do mundo. Munidos da carteirinha de turista, fomos lá conhecer um dos espaços mais democráticos da capital Portenha.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_04

O ambiente, mesmo que pequeno, tem um mezanino para ajudar na capacidade. Mas ele passa despercebido em meio a tantos autógrafos e dedicatórias.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_06

Uma assinatura, um rabisco, um desenho, eles estão em qualquer lugar que você possa imaginar. E fica divertido, pois além de tentar entender o que está escrito, você imagina as manobras que as pessoas fazem para deixar seu rastro.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_03 DON_ERNESTO_SAN_TELMO_05

O cardápio é bem extenso. Há os mais diversos pratos e acompanhamentos, mas a especialidade é uma só: parrilla al carbón.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_01

Não podemos esquecer, obviamente, dos cubiertos.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_02 Como é informação para todo lado, foi difícil perceber um cardápio especial em uma das paredes. Nele, as oito maravilhas do Don Ernesto. Não sei se esses pratos estão elencados por ordem de preferência ou se é aleatório.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_11Enquanto decidíamos, pedimos uma empanada de carne.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_07 Mesmo frita e com aparência estranha, a empanada estava sequinha e crocante por fora. O recheio, carne picada, estava bem suculento e saboroso. Comeria muito mais dessas.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_08Depois disso, voltamos à escolha do prato principal. Optamos pelo Ojo de Bife Don Ernesto por dois motivos: 1) ele estava em primeiro, 2) ele leva o nome do local. Antes, é claro, perguntamos ao garçom se o prato serviria duas pessoas e do que ele era composto. Com a afirmativa, concluímos o pedido .

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_09

O prato é composto por: ojo de bife, ovo, pimentões, salada de alface e tomate, batata chips e arroz. Sim, arroz! Pela primeira vez vimos e comemos essa rara iguaria por aquelas bandas.

DON_ERNESTO_SAN_TELMO_10 O ojo de bife, estrela principal do prato, estava ao ponto e muito suculento. Mesmo não sendo muito bem apresentável, o prato estava muito saboroso e supriu muito bem a fome de duas pessoas.

O Dom Ernesto é um daqueles restaurantes que mostra que o menos é mais: o lugar é simples, apertado, atendimento não é muito cordial, a apresentação dos pratos é falha, mas o sabor da comida e as obras nas paredes nos fazem esquecer desses importantíssimos detalhes.

Nossa conta fechou em AR$ 250,00 (pesos argentinos), o equivalente a R$ 55,00, já com as bebidas e a propina (gorjeta) e saímos em busca da foto perfeita com a Mafalda ou, se preferir, ir até a Feirinha de San Telmo, que só ocorre aos domingos.

Don Ernesto

  • Endereço: Carlos Calvo, 375, San Telmo, Buenos Aires – Argentina.
  • Telefone: +54 (11) 4307.6927
  • Estacionamento: não
  • Aceita cartões: sim
  • Faz câmbio: sim

You Might Also Like

2 Comentários

  • Responder
    Emma
    17 de dezembro de 2014 at 7:47 am

    Olá,

    Estive no Don Ernesto há poucos anos. Gostei do clima rústico e tradicional, mas sugiro que ninguém peça o bife de tiras. Veio 95% de gordura e não é força de expressão! Além disso,não há quase espaço entre as mesas.
    Abs

    • Responder
      Everton Veber
      17 de dezembro de 2014 at 7:50 am

      Olá, Emma.
      A falta de espaço entre as mesas é algo muito comum nos restaurantes de Buenos Aires, né?

    Comente