Café/ Confeitaria/ Hamburguer/ Review

Dona Fulana: um caso de amor em Coqueiros

Conseguir uma mesa na Dona Fulana deveria desbloquear uma badge especial para você por naquela foto especial que, com certeza, irá para o seu Instagram.

Não por menos, meus amigos, a casa desperta a atenção de muitas pessoas. Não somente pelas constantes filas que figuram em frente à confeitaria, mas também pelos produtos dignos de fotos com a hashtag #FoodPorn. Todos os pratos são de comer com os olhos e a consumação é digna de uma orgia gastronômica.

E foi isso que fizemos nos últimos dias ao chegar lá pela primeira vez.

A casa, localizada na Via Gastronômica de Coqueiros, tem seus lugares bem disputados, como citei acima. O ambiente é bem restrito e consegue acomodar seus clientes com muito conforto, apesar da sensação de aperto.

DONA-FULANA-04

Logo na entrada estão vários bolos à mostra, assim como diversas outras guloseimas.

DONA-FULANA-02

E se você tinha dúvidas para entender o motivo de tanta fama, que tal observar a incrível variedade de produtos?

DONA-FULANA-05

Vale observar também as variedades de cafés. E estão bem grandes à mostra para quem quiser ver.

DONA-FULANA-06

Ao analisar o cardápio, percebemos que nele só estão as opções salgadas. Portanto, todos os doces que a casa oferece estão à mostra no balcão.

DONA-FULANA-07

Como estávamos em quatro pessoas, conseguimos provar um pouco de cada especialidade da casa.

A começar por essa linda fatia de bolo Red Velvet.

DONA-FULANA-08

A massa é bem macia, fofinha e saborosa. O creme estava bom e fresquinho.

Mesmo sabendo que Red Velvet é algo totalmente convidativo, esse bolo disposto dessa forma facilita muito o encontro entre o desejo e a fome.

DONA-FULANA-03

Provamos também uma das três opções de Brownie que a casa oferece (nozes, Kinder e Kit Kat).

DONA-FULANA-01

Qual o segredo de um bom brownie? Além de estar quentinho, ele precisa ser feito com bom chocolate – preferência à partir do meio-amargo – e macio. Se vir com uma bola de sorvete é quase beirar a perfeição na escala das sobremesas.

E este que provamos estava muito bom.

DONA-FULANA-09

Para não deixar a brincadeira morrer, teve chance para o Milk Shake.

DONA-FULANA-11

Milk Shake de Oreo da Dona Fulana este é o Mundo. Mundo, este é o Milk Shake de Oreo da Dona Fulana. Indiscutivelmente uma bomba de açúcar. Mas ele é bom na mesma proporção.

DONA-FULANA-12

Principalmente se ele tiver os farelos da bolacha na borda do copo. Detalhe: a cobertura é de leite Ninho.

Eu falei no início do post que estávamos numa orgia, certo? Pois bem…

Indubitavelmente, o Grand Gateau (como o nome sugere, esta é a versão maior do Petit Gateau) é o doce hors concours da Dona Fulana.

DONA-FULANA-10

Este, em especial, feito com Kit Kat, morango, calda de chocolate, bolinho e um picolé Magnum cravado no centro desta sobremesa suprema.

DONA-FULANA-13

Sem dúvidas, o sabor faz jus à fama. É uma explosão de sabores e bastante doce.

Para não dizer que não falamos dos salgados, meu instinto primitivo não permitiu que eu participasse da brincadeira e evitou, ao menos em mim, uma dose de insulina.

Fui de Seo Fulano Burger.

DONA-FULANA-14

Um delicioso hambúrguer de fraldinha num pão rosetta (sim, aquele famoso), coberto com queijo mussarela, pepperoni, tomate confit e uma deliciosa maionese de bacon.

DONA-FULANA-15

Olha, se a descrição e as fotos não puderam dimensionar o sabor desse burger, vou pedir, encarecidamente: vá lá provar. É muito saboroso e suculento. A maionese dá um gosto muito especial, assim como o pepperoni. Só acho que, mesmo que seja bom, o rosetta precisa de uns minutos nos bastidores para não evitar um desgaste natural entre nós, mero mortais, e ele.

A casa dá um banho em opções e em sabor, não por menos tem recebido cada vez mais clientes. E, como sabemos, não há melhor termômetro para medir se um estabelecimento vai bem do que a recepção do povo e o seu buchinho.

Gastamos, aproximadamente, R$ 25,00 por pessoa e, se me permitem, meu buchinho não vê a hora de voltar lá para provar outras guloseimas. Vá você também.

Só lembre de chegar cedo.

Confeitaria Dona Fulana

  • Endereço: Rua Desembargador Pedro Silva, 2314– Coqueiros – Florianópolis – SC
  • Telefone: (48) 3034-3626
  • Estacionamento: não
  • Aceita cartões: sim

You Might Also Like

18 Comentários

  • Responder
    Daniel Becher
    3 de julho de 2015 at 9:13 am

    Cara, devias ter me avisado que irias postar isso hoje. Caí na bobagem de abrir o blog e nem são 10h ainda e já estou morrendo de vontade de comer estes doces denovo 😛

  • Responder
    Samantha
    3 de julho de 2015 at 9:38 am

    Eu casaria com esse milkshake de oreo com leite ninho.

  • Responder
    Cláudia Batista
    3 de julho de 2015 at 9:58 am

    A Dona Fulana é demais!!! Local maravilhoso, atendimento perfeito, doces absurdamente maravilhosos. O Thiago Ribeiro, querido proprietário do local, é um chef de mão cheia, está sempre criando novidades e surpreendendo os clientes. Com certeza vale conhecer e levar os amigos, e, se tiver fila, vale esperar cada minutinho.

  • Responder
    Consciente
    3 de julho de 2015 at 10:21 am

    Gastaram 25 reais por pessoa? No mínimo alguém saiu comendo muito pouco, nessa brincadeira…

    • Responder
      Everton Veber
      3 de julho de 2015 at 11:04 am

      Uma pessoa com estômago reduzido, talvez?
      Ou um pessoa com pouca fome?
      Ninguém está mensurando a fome de ninguém, mas sim contabilizando, aproximadamente, os custos de todas as comidas aqui relatadas.

  • Responder
    Jorge Talavar
    3 de julho de 2015 at 12:12 pm

    Só tem fama. Existem lugares com opções de sobremesa muito melhores! Hambúrguer nem se fala.
    Não falo isso só por mim… todos os meu amigos possuem a mesma opinião.
    Um dos melhores locais que visitei recentemente foi um espaço bem pequeno em Areias. A marca se chama brewmille, possuem vários tipos de peti gateau e brownies. Os melhores cookies que já comi com a minha esposa foi nesse lugar.
    Sobre hambúrguer = soul gourmet.
    Dona fulana = never more.

  • Responder
    Carol
    3 de julho de 2015 at 2:04 pm

    Comida boa realmente, mas péssimo atendimento. Infelizmente alguns funcionários são muito mal educado, falta profissionalismo. Eu não volto lá.

  • Responder
    Jade
    3 de julho de 2015 at 2:34 pm

    Só eu acho muita falta de criatividade e de confiança essa mania de colocar Kit Kat, Kinder e Oreo em tudo? Eu entendo que são mega sucessos, mas, se eu quiser comer esses doces, vou ao supermercado, compro e fim. Sem contar que na maioria das vezes eles roubam o sabor do doce principal. Sinto falta de criação e ousadia, em todos os restaurantes temos mais do mesmo. É tão bom provar uma comida com combinações e sabores surpreendentes, mas isso está cada vez mais raro.

  • Responder
    andrezza
    3 de julho de 2015 at 4:10 pm

    ..Não conheço o lugar mas fiquei muito afim de conhecer agora…valew pela dica.

  • Responder
    Mônica
    6 de julho de 2015 at 8:37 pm

    Sou de São Paulo e tive a oportunidade de conhecer a Dona Fulana. Local maravilhoso, doces e salgados, tudo uma DELICIA.
    Parabéns ao Thiago e a todos que fazem parte da equipe da Dona Fulana, vocês são demais.
    Sucesso.
    Que Deus continue abençoando 🙂

  • Responder
    Ana Carolina
    23 de julho de 2015 at 12:50 am

    Concordo com a Jade. Já deu dessa mesmice de sempre. Já fui nesse lugar e também não volto tão cedo. Só confirmei o que já imaginava: tudo muito doce, muita fama.
    Mas enfim, gosto é gosto e eu não troco uma boa confeitaria por d. Fulana never.

  • Responder
    Raquel
    25 de julho de 2015 at 11:38 am

    Fui lá duas vezes e não gostei! Fiquei quase duas horas esperando uma mesa e os doces são caros e muito inferiores a outros lugares. Não recomendo!

  • Responder
    Deborah Bruno
    27 de julho de 2015 at 4:36 pm

    Oi Everton! Já acompanho este blog há tempos (anos, eu diria?) e dificilmente eu comento algo. Infelizmente, hoje não consegui passar batido pelo post!

    Visitei com meu “compadre” o tão falado Dona Fulana na semana passada. Estamos há tempos procurando um novo local para tomar um café, comer algo gostoso e bater papo num ambiente aconchegante depois que nosso amado Café da Corte foi extinto.

    Chegamos no horário de abertura, e fomos os terceiros clientes do dia. O atendimento foi péssimo, do inicio ao final! Os atendentes parecem te odiar, odiar o emprego, odiar as próprias vidas. Perguntei se uma das tortas integrais levava açucar (pois queria comprar para minha filha que estava nos acompanhando, e como ela tem menos de um ano ainda não come nada com açúcar) e a vendedora disse que não sabia, e tive que praticamente implorar para que ela perguntasse a alguém que soubesse. Perguntamos se ela sugeria algo para nós, e ela diz que “o que tem na casa ta exposto aí”.
    Escolhemos nossos doces e café e fomos a mesa. Nossa, como as mesas são próximas umas das outras! Tivemos muito problema pois a minha filhinha ficava tentando brincar com as pessoas (e suas roupas) das mesas próximas, e eu senti que isso as atrapalhava e incomodava. Ignoramos isso e nos focamos na comida, que a propósito, demorou muito para chegar (e quando chegou, veio nas mãos de uma garçonete também extremamente entendiada, que só jogou as coisas na nossa mesa e saiu).
    Os doces estavam secos, pareciam todos velhos. O brownie que escolhemos (o mesmo do post) estava seco, frio e extremamente açucarado. Aliás, tudo parecia ter mais açúcar que o necessário. Parece que querem nos deixar “cheios” a todo custo.
    Fico triste em dizer que o melhor doce da mesa era a tortinha da minha filha, que acabamos comendo junto com ela.
    Para dizer que não gostamos de nada, o café (expresso normal, com leite, para acompanhar os doces) estava muito saboroso, quente e encorpado. Acabamos tomando dois cada um para compensar o “fiasco”.
    Na hora de pagar, o senhor que estava no caixa ficou indignado só pq eu queria pagar em dinheiro. “Ta, tu não tem cartão aí?” Tive que esperar pelo troco (que uma das atendentes foi trocar em algum estabelecimento próximo) enquanto o senhor me olhava com cara de quem me xingava mentalmente. Para não dizerem que o troco era grande, não eram nem trinta reais.

    Fica aqui minha indignação, a sensação de que fomos enganados por tantos blogs de gastronomia e também a sensação de que nunca fomos tão mal atendidos em algum lugar.
    Deixo também a dica de um outro local próximo a esse, a padaria “Ateliê do Pão”. Fomos parar lá sem programar nem pesquisar nada, e fomos muito bem atendidos. Doces bem novinhos, e um sanduíche de beringela com muito gostoso. 🙂

    No aguardo de mais posts sobre lugares do gênero! 😉

    • Responder
      Everton Veber
      27 de julho de 2015 at 11:47 pm

      Olá, Deborah! Tudo bem?
      Fico feliz por saber que vocês nos acompanha há tempos. Mas acho que você deveria comentar mais vezes, que bom seria se todos os comentários fossem assim iguais aos seus. 😉

      Poisé, não sei o que dizer sobre sua experiência, visto que muitas pessoas vem aqui falar a mesma coisa. Creio que seja uma boa oportunidade para os proprietários virem até aqui e perceberem o que tem feito de errado e que vem desagradando a clientela.
      Em nossa ida, o atendimento também não foi muito cordial, mas também não foi rude. Digamos que estava no padrão-floripa-de-qualidade.

      No entanto, fiquei curioso quando você disse que foram enganados por tantos blogs de gastronomia.
      Espero, de verdade, que meu post não tenha te enganado, ou qualquer outro, na verdade, pois toda nossa experiência está aqui relatada como ela de fato acontece. Sendo que não temos a real intenção de compartilhar situações onde nosso leitor possa se sentir prejudicado.

      Até mais e obrigado!

  • Responder
    Marcelo
    31 de outubro de 2015 at 7:23 pm

    Concordo 100% com a Deborah. Este é o estabelecimento mais overrated da cidade. Só doido pra esperar naquela fila e pagar aqueles preços para ser tão mal atendido e comer doces tão carregados de açucar. A lógica (equivocada) da casa parece ser: quanto mais doce, quanto mais açúcar, melhor. Uma pena. Bons doces não são feitos assim.

  • Responder
    Bruna
    15 de março de 2016 at 7:15 pm

    Concordo com a Deborah!! Moro na rua da Dona Fulana, já fui três vezes lá, e me decepcionei em todas. Lá não volto mais. O atendimento é péssimo, os doces são puro açúcar, e o preço? 14 reais uma fatia muito fina de bolo?
    Uma boa dica é ir um pouco mais a frente e parar na Akitudes no Abraão, lá apesar ser um pouco apertado, é incrível.
    Abraços

  • Responder
    Debora
    14 de abril de 2016 at 4:53 pm

    Gente!!!!
    Hoje era o dia que eu ia conhecer a Dona Fulana. ..
    Mas agora com esses comentários que acabei de ler, acho que vou procurar outro lugar. ..até deu vontadevde comer aqueles doces, postado. ..obg pela dika..

  • Responder
    Odete Silva
    28 de junho de 2016 at 2:24 pm

    O atendimento não é só pouco profissional, é deselegante e triste. Sente-se o desejo de não estar lá no garçom.
    Os doces, além de puro açúcar, são pequenos demais para o preço cobrado.
    Ainda tive a sorte de receber o café morno/frio. Imagine a alegria do garçom tendo que resolver um problema tão inusitado…
    Nunca mais.

  • Comente