Carnes/ Review

Tropilha Grill Churrascaria: uma tropilha de respeito!

Estamos em setembro! Mês Farroupilha. Onde todo gaucho que se preze acorda cantando seu hino e o sangue criollo corre mais forte nas veias.

Acho até que esse post deveria ser escrito pelo meu amigo Daniel Becher. Talvez ele tenha um conhecimento maior que eu nesse quesito. Não só no churrasco, mas em gauchismo.

Mas de qualquer forma, arrumei um jeito de trazê-lo ao post, pois o gauchismo corre na veia desse amigo de marca maior. Tal qual, o símbolo da empresa dele, a Via Hospedagem, é um cavalo.

E vocês sabem qual é o coletivo de servidor? Tropilha! Ao menos na Via o conjunto de servidores, onde cada um deles é batizado com uma pelagem de cavalo, é chamado assim.

Mas antes mesmo de falar da Tropilha, a churrascaria, peço licença aos amigos e, por gentileza, apertem o play logo abaixo e soltem o sapucay da garganta;



Se você veio esperando ler um histórico sobre a churrascaria, meu amigo, vou te desapontar.
Sabe amor a primeira vista? Então. Fui flechado.

Até porque, não tem como não ficar deslumbrado com um lugar que te recepciona assim, né? Simplesmente uma VITRINE com COSTELAS.

Costela em fogo de chão

Costela em fogo de chão

Em alguma parte do “Mandamento Gaúcho” deve conter o seguinte ato: demonstre gratidão ao próximo, sirva-lhe COSTELA.
Ou melhor, você pode fazer uma tertúlia ao pé do fogo.

Olha só, veja que interessante, a churrascaria é repleta de quadros que representam a vida no campo, mas um em especial retrata isso que acabo de falar;

Decoração: motivos de campo

Decoração: motivos de campo

Já não bastasse essa recepção que faz os butiá cair dos bolso, chega essa entradinha na mesa. Antes mesmo de você pedir algo.
Brotam garçons, que mais parecem soldados farrapos de tão bem treinados.

Entrada: coração de galinha, linguiça campeira e farofa

Entrada: coração de galinha, linguiça campeira e farofa

O ambiente é grande, espaçoso, aconchegante, confortável e, como dito anteriormente, cheio de quadros pra lá de gaudérios.

Ambiente: aconchegante e bonito

Ambiente: aconchegante e bonito

Logo na mesa, umas cartilhas,  onde eles falam um poucos de suas carnes e um pouco da história do churrasco.

No buffet, e olha… Buffet pra nenhum guampa torta botar defeito. Tem de tudo um pouco. Desde a salada de maionese até os queijos mais metidos que gaudério nenhum se atreveria a meter os dedos.

Mas o torresmo e o bacon… É coisa pro vivente se atracá e não largar mais. Sabem, né? Gaudério dos buenos não leva marmita, põe é tudo dentro da mala de garupa!

 

Se num fandango à moda antiga, a gaitinha de botão é a rainha do baile, como podemos chamar essa costela que vem de carrinho até a gente?

Costelão: 12 horas de fogo

Costelão: 12 horas de fogo

E o que dizer quando o carrinho vem com costela E  cupim? O vivente não pode froxá o garrão!

E esses garçons hereges ainda perguntam se você quer COM ou SEM gordura. Gaudério meia pataca. Nunca fale isso a gaudério, muito menos a um doble chapa, ouviu bem?

Ah, e na tropilha de espetos que vi passar pela mesa, meio de relancina, tinha alguns espetos daquele corte que os guri de apartamento lá da capital gostam, qual é mesmo o nome? Isso, a tal da Picanha. Tinha também uns vazio loco de bueno, umas paleta de ovelha, uns cordeirinhos e mais costela, é claro. Pra mode engraxá o bigode.

E tinha, é claro, as sobremesas. Destaque pro sagu de vinho tinto.

Sobremesa: tradicional sagú de vinho tinto

Sobremesa: tradicional sagú de vinho tinto

Eu não nasci em nenhuma província gaúcha, tenho orgulho de ser manézinho de Floripa, com carteirinha da Carmela Dutra, mas como diria o sábio gaúcho: gaúcho não é aquele que nasce no Rio Grande, mas aquele que carrega dentro de si a identidade, o gauchismo.

À todos os gaúchos e gaúchas, de todos as querências, feliz mês farroupilha.

E ah, pra quem mora longe do pago e está aqui em Floripa, por R$55,00 (o espeto corrido) você consegue viver esses recuerdos. E claro, ser extremamente bem atendido. Duvida? Eu não sou o único a dizer isso.

Tropilha Grill Churrascaria

  • Endereço: Rua Cassol, Kobrasol, São José – SC
  • Telefone: (48) 3035-5444
  • Horário de atendimento: De segunda a sexta, das 11h às 15h e das 18h30 e das 23h. Sábado, das 11h às 16h30 e das 18h30 às 23h. Domingo, das 11h às 16h30.
  • Formas de pagamento: cartões crédito/débito, cheque, dinheiro
  • Estacionamento com manobrista

 

You Might Also Like

4 Comentários

  • Responder
    Andrey Martins Lanhi
    14 de setembro de 2012 at 11:07 am

    Esse lugar é simplesmente incrível…

    Adorei o carrinho de bebidas, e a comida e o atendimento são de primeira !!!

    É um investimento na experiência gastronômica.

    Grande Abraço !

  • Responder
    Daniel Becher
    14 de setembro de 2012 at 3:49 pm

    O Tropilha é a melhor churrascaria de rodízio da grande Florianópolis, sem dúvida!

  • Responder
    Daniel Becher
    14 de setembro de 2012 at 3:50 pm

    Ah, e obrigado pela citação no post e pelo carinho com a Via 🙂

  • Responder
    Tatiane Silva
    14 de setembro de 2012 at 5:01 pm

    Meus caros,
    vocês acertaram em cheio com este post! Também fui flechada há um tempo atrás por essa churrascaria. Comida de altíssima qualidade e atendimento impecável. Eu estive lá ano passado e registrei todo meu amor neste post aqui ó:http://garfadasblog.blogspot.com.br/2011/10/tropilha-grill-atendimento-digno-de-um.html.
    Abraços, meninos!

  • Comente