Italiana/ Review

Galeto da Mamma, o melhor da cozinha ítalo-riograndense em Floripa

Dos tradicionais. Não costumo falar dos tradicionais. Todo mundo já os conhece. Todo mundo não, já dizia um amigo que tudo é muita coisa, mas muita gente sabe dos restaurantes que estão há 20, 30 anos com as portas abertas oferecendo comida boa. E talvez seja um erro meu pensar assim, porque nunca fiz um review do Meu Cantinho, por exemplo, churrascaria que frequentava com meus pais desde a época das vacas gordas. Não que ela tenha perdido muito peso, mas depois que inventaram o “tá ruim” nunca mais esteve bom.

Outro erro meu é pensar que sé escrevo pra florianopolitanos (perdão, eu odeio a expressão manezinho, assim como odeio o nome da cidade, mas explico isso outra hora). A cidade batizada em homenagem a um assassino (tá bom, expliquei agora) recebe anualmente muitos turistas e muitos deles voltam pra ficar, se é que vão embora após o encantamento com o lugar, e acabo esquecendo dos meus novos patrícios, imigrantes de vários rincões que aqui criam morada.

galeto-mamma-entrada

Por falar em imigrantes, benditos sejam os italianos que povoaram a serra gaúcha. Lá acharam terra boa pra cultivar a uva vinífera e fizeram boa comida. Tão boa que emigraram pra cá também, com a Galeto da Mamma. Lugar esse que já fui duas ou três vezes mas sem fazer material pra um review, ato falho de quem acaba esquecendo dos tradicionais.

Tradicional também é o cardápio da Galeto da Mamma. Galeto, polenta frita, salada de radicci com bacon, massa, muita massa! Tudo conforme manda o figurino italo-riograndense de se servir uma boa comida italiana, do jeitão serrano de se fazer comida.

galeto-mamma-galeto

Há um cardápio onde você pode escolher suas massas e outros pratos, mas além do à lá carte existe o rodízio, o qual recomendo fortemente você experimentar. Por 31 dinheiros brasileiros você come tudo isso que eu falei acima. Muito parecido com o sistema do Madalosso, em Curitiba. A comida é servida na mesa e conforme vai acabando eles vão substituindo.

galeto-mamma-massas

Então, recapitulando, a comida servida de primeira é: galeto, salada de maionese, radicci com bacon, uma das melhores polentas fritas que já comi, costelinha suína assada na farinha, coração de frango, espaguete e nhoque ao sugo, tortéi a bolonhesa, salsinha e queijo parmesão a vontade!

galeto-mamma-sopa-capeletti

Tradicional também é a entrada desta comideria: sopa de capeletti! não poderia abrir uma refeição nesses moldes sem esta sopa.

galeto-mamma-vinhos

Com toda essa comida, bebemos um vinho que conheci lá mesmo na primeira visita e me apaixonei, na Galeto da Mamma, o Naturelle. Vinho fino porém suave, feito pela Casa Valduga no Vale dos Vinhedos, acompanha bem estes partos por menos de R$40.

A casa é toda decorada no estilo de cantina, muito aconchegante e com a vista maravilhosa da praia do Bom Abrigo, local que este que vos escreve já molhou suas fraldas quando a praia ainda era balneável.

No atendimento você percebe muita cortesia e rapidez, sendo atendido sempre sem qualquer problema. No rodízio, os pratos sempre são entregues quase que na hora, frescos e quentes.

Fica o registro da minha galeteria favorita aqui na cidade, na certeza de ter corrigido esta falha que não foi ter falado e indicado uma refeição na Galeto da Mamma.

Galeto da Mamma

  • Endereço: Rua Plácido de Castro, 201. Coqueiros, Florianópolis.
  • Horário: de terça à domingo. Almoço a partir das 11h30 e jantar das 19h.
  • Telefone: (48) 3249-6028
  • Aceita cartão: sim
  • Estacionamento: sim

You Might Also Like

10 Comentários

  • Responder
    Patricia Beatriz
    26 de abril de 2013 at 9:36 am

    Becher, eu amo de paixão este lugar. Durantes muito tempo íamos todos os meses. Vou desde criancinha! É a melhor sopa de capeleti, a melhor polenta, a melhor costelinha, a melhor maionese… é tudo bom demais né?

    Beijão

  • Responder
    Juliana Caon
    26 de abril de 2013 at 9:56 am

    Oi Daniel, concordo que o Galeto da Mamma é tudo de bom! Para mim que tenho duas filhas pequenas então nem se fala, pois com crianças é sempre aquela dificuldade para comer. Só faço uma ressalva; considero a massa muito cozida e o molho de tomate um pouco ralo. Uma boa massa italiana merece ser ao dente e com molho bem vermelho! De resto é muito boa mesmo! Abraços!

  • Responder
    Maria Fernanda Lacerda Pereira
    29 de abril de 2013 at 9:09 am

    Olá Daniel, sou vizinha do Mamma Mia e conheço há muito tempo o restaurante e sua comida apetitosa. Faço uma ressalva quanto ao ambiente, que me parece um pouco descuidado e esquecido em meio a praia do bom abrigo. Um abraço,

  • Responder
    Sabrina
    5 de maio de 2013 at 1:11 am

    Daniel, o lugar é muito bom mesmo. Faltou destacar que eles fazem tele-entrega dos pratos servidos a la carte. ;o)

    • Responder
      Daniel Becher
      5 de maio de 2013 at 6:39 pm

      Oi Sabrina, não sabia que eles têm tele-entrega. De qualquer modo como não gosto de delivery, não é algo que eu recomendaria, então acaba não tendo sentido 😛 Mas bom asber!

      Abraço,

  • Responder
    Marta
    9 de junho de 2013 at 11:27 pm

    Olá, Daniel
    Como gaúcha e boa de garfo que sou, adoro um bom galeto.
    Conheço alguns restaurantes do RS que servem essa maravilha, entre os quais o saudoso ´Vindima´ de Caxias do Sul, que tanta saudades deixou a quem teve a sorte de um dia provar o seu galeto impecável e o molho do macarrão que arrancava suspiros.
    O detalhe que me chama a atenção no Mamma Mia é a quantidade servida (pequena) e a necessidade de pedir novas porções qdo. as mesmas acabam.
    Resumindo, acho que eles pecam um pouco na demora para abastecer, que a meu ver não merece perdão e na falta de ´carinho´ com os molhos, que no dia em que estive lá eram seguramente de ´lata´ e rapidamente aquecidos.
    Um gde. abraço e obrigado pela oportunidade !
    Marta

  • Responder
    Juliana
    11 de junho de 2013 at 12:04 am

    Com certeza a melhor polenta da cidade!!!

  • Responder
    Patrícia Tabalipa
    18 de julho de 2013 at 11:54 pm

    Daniel! Amo esse lugar, conheço há anos! Vale um destaque para a tele-entrega, pois eles trazem dentro do isopor, chega sempre BEM quente! Tudo uma delícia! Melhor polenta da cidade².
    E quanto ao que a Marta falou acima, acho que a porção servida pequena ótima, pois nem sempre você vai comer muito do mesmo… e quando quer eles repõe rapidamente. Quanto ao molho, nunca tive do que reclamar!
    😉

    • Responder
      Daniel Becher
      19 de julho de 2013 at 8:34 am

      Também acho. Nunca pedi o delivery deles, sempre como ali (aliás quase nunca uso delivery pra nada, mas enfim). Realmente é a melhor polenta da cidade 😛

  • Responder
    Costelo
    30 de agosto de 2015 at 11:27 pm

    Buenas tche. . De passagem por Florianópolis, o restaurante em questão nos aquerenciou.. A casa possui uma decoração típica, simples. Os pratos, talheres, copos muito limpos. Vê-se que passam álcool em tudo.

    As cadeiras pesadas, mesas pesadas e escuras. Provavelmente imbuía. Poderiam mudar.
    Banheiros limpos, simples, pequenos, acredito que nao comprometam em dias de maior movimento.

    Quanto a comida alguns pratos excelentes, outros bons. Destaque para a sopa de capeleti. Nao e a nossa mas e boa, com uma qualidade na preparação muito boa. Pedaços de frango dão sabor ao brodo. Massa do capeleti mais grossa.

    O galeto vem bem assado e quente. Um leve traço de alho ao fundo, acho, denuncia o tempero. Nao utilizam salvia, particularmente gosto.

    Quanto aos outros pratos, maionese, massas, costelinha, lasanhas muito bons. Acho que o molho vermelho nao trás a característica dos molhos da serra gaúcha e da região de Urussanga, porém, passa. O bolonhesa e bom e farto.

    Agora índio velho, tu te rebenta de tanto comer. Porque vem coisa boa.

    Preco honesto pelo que servem. A vista e muito bonita. Voltarei.

  • Comente