Carnes

Riosulense: a tradicional churrascaria do Continente tem novo endereço

Quem me acompanha pelas redes sociais sabe que um dos poucos restaurantes que visito com uma certa frequência é a Churrascaria Riosulense. Já falei dela aqui. Já tentei explicar várias vezes o meu amor por esta churrascaria em vão, palavras não conseguem traduzir este sentimento. Mais que a comida, a Riosulense é um lugar onde qualquer um pode se sentir à vontade. Tem, é claro, que buscar na história da cidade toda a trajetória dos proprietários que passaram por ali, os churrasqueiros, os garçons da velha guarda e da nova geração. É um lugar pra ser a segunda casa.

churrascaria-riosulense-frente

Puderem perceber, ainda, quem segue o Comideria no Instagram, que noticiei nos últimos dias a troca de endereço da Churrascaria Riosulense.

Pra quem estava acostumado a encontrá-la na esquina da Evaldo Schaeffer com a Celso Bayma agora terá que se dirigir à Rua Castro Alves, 1102.

E no sábado, um dia após de abrir as portas novamente no bairro em que a consagrou, estive na Riosulense para um almoço querendo saber o que havia mudado.

churrascaria-riosulense-ambiente-espaco-salao

Me deparei com um espaço bem mais amplo, arejado, com o pé direito alto. Ao invés do tom rústico da antiga casa, agora um salão cheio de possibilidades de decoração. Isso porque pra não ficar mais que quatro dias fechada para a mudança, ainda estou adequando o visual do lugar.

No novo espaço para 300pax, as antigas mesas e cadeiras compartilham o ambiente com a nova mobília que, segundo o Seu Nilton, veterano e que carrega a estampa da Riosulense (além do Sagui, in memorian, e o Nei) serão padrão nos próximos dias. “A gente vai fazendo aos poucos pra não prejudicar o atendimento” me confessou o meu amigo que sempre me recepciona com um sorriso no rosto. Seus cabelos brancos como uma geada marcam a experiência de quem sabe as manhas e cada vontade dos seus clientes. Um incansável e atencioso maître que jamais algum restaurante francês viu.

Eu pedi uma costela, pra saber se algo na comida havia mudado.

churrascaria-riosulense-maionese-salada-batata

Antes de mais nada vieram os pãezinhos, como de costume. Parecem os mesmos.

Vieram “os frios”, como eles gritam pedindo à cozinha as saladas. Tudo igual.

churrascaria-riosulense-pratos

Batata frita, feijão, arroz branco e à la grega, até a melhor maionese do mundo estava igual, com a receita intacta.

E a costela? Vou admitir: eu pedi pro Nilton falar pra cozinha caprichar que “era pra foto”. Eu vou toda semana no restaurante mas nem sempre com a Canon pra aparecer aqui no blog. Também não mudou nada. A mesma maravilhosa, deliciosa e farta costela bovina de sempre. Nem mesmo mudou porque eu pedi caprichada, jamais veio sem ser no capricho mesmo.

churrascaria-riosulense-costela-bovina

Então o que há de novo na Churrascaria Riosulense? Somente o endereço. Nada além disso. Tirando o ambiente maior e mais claro, a vista lindíssima para a Beiramar Continental e para a Ponte Hercílio Luz, tudo continua o mesmo. Os mesmos amigos, os mesmos sorrisos, a velha cordialidade de sempre.

Este blogueiro apenas deseja sucesso no novo endereço e que continuem sendo a melhor churrascaria de Florianópolis por mais algumas décadas.

Churrascaria Riosulense

  • Rua Castro Alves, 1102. Balneário do Estreito, Florianópolis.
  • (48) 3240-1014
  • Aceita cartões
  • Estacionamento
  • Wi-Fi

You Might Also Like

4 Comentários

  • Responder
    Giseli
    6 de junho de 2016 at 10:58 pm

    Realmente, é a ótima. .. a maionese com os pãezinhos então, nem se fala, é bem como vc disse, a melhor maionese do mundo.
    Atendimento tbem excelente.
    Preciso ir no novo endereço, ainda não conheço. E confesso, que vc postando essas fotos, me deu vontade de comer.. hehehe

  • Responder
    André Freyesleben
    8 de junho de 2016 at 3:16 pm

    Ótima matéria Parabéns!
    Faltou só localizar melhor pois tive Q entrar no Google maps pra relembrar onde é a Rua Castro Alves…
    Ah, e não podemos deixar de lembrar do também fantástico Restaurante e Churrascaria Barriga Verde (com seus espetos recobertos de parmesão e aquela maionese espetacular!)

    • Responder
      Daniel Becher
      8 de junho de 2016 at 3:48 pm

      Obrigado, André!

      Sobre a localização, a gente já traz tudo mastigadinho, né? Abrir o Google Maps é comum 🙂

      Abraço,

  • Responder
    marinês
    13 de novembro de 2016 at 2:48 pm

    Recomendo……comida maravilhosa ….atendimento nota 10

  • Comente